Garagem Vip | Carros & Cinema - 60 Segundos | Crítica


60 segundos é a grande estréia deste final de semana. Com os ganhadores do Oscar Nicolas Cage e Angelina Jolie, o filme chega às telas com o aval de quem tirou Missão: Impossível 2 do topo das bilheterias semanais dos EUA. Baseado num filme homônimo de 1974, a película conseguiu arrecadar US$ 25.5 milhões na sua premiére americana. 
Resultado de imagem para 60 segundos

Os roubos de carros estão cada vez mais frequentes. Quem é que não conhece uma pessoa que ficou apenas um minuto afastado do seu automóvel e não o encontrou quando voltou? Pior ainda se isso aconteceu com você, certo? A TV já mostrou diversas reportagens que provam como é fácil surrupiar um carro. Os ladrões profissionais (aqueles que se importam em não danificar o produto) não são detidos nem por travas, nem por alarmes.
 
Este é o caso de Randall Memphis Raines (Nicolas Cage - de Despedida em Las Vegas, Con Air), um dos maiores ladrões de Los Angeles. Amante dos automóveis e da velocidade, Raines chama os carros por nomes de mulheres, conversa com elas e as trata com muito carinho. Para ele, as meninas estão ali pedindo para serem levadas. Ele apenas atende às suas vontades. Mas não pense que se atrai por qualquer máquina. Ferraris, Porsches, Jaguars e Mercedes é que estão na sua mira. O seu maior problema é com um Mustang GT 500... ele não consegue tirar esta menina chamada Eleanor da sua cabeça.




Segundo uma conversa entre os detetives Roland Castlebeck (Delroy Lindo - de Regras da Vida, Por Uma Vida Menos Ordinária) e Drycoff (Timothy Olyphant - Vamos Nessa, Por Uma Vida Menos Ordinária, Pânico 2), o nível de roubos caiu 47% quando Memphis decidiu largar a cidade e a carreira para levar uma vida normal. Seu irmão caçula, no entanto, seguiu seu caminho e acabou se tornando um ladrão também, mas não tão cuidadoso. Kip (Giovani Ribisi - de Mod Squad, O Primeiro Milhão) acaba se envolvendo numa grande encrenca com um criminoso perverso, chamado Raymond Artesão Calitri, e Memphis tem que voltar a Los Angeles para salvá-lo. Na cena em que eles se reencontram, Kip está num carro a ponto de ser esmagado e o irmão mais velho tem 60 segundos para decidir salvá-lo da morte iminente. Como? Muito simples, ele terá 72 horas para roubar 50 carros. Na lista estão um Porsche 911 Twim Turbo (Tanya), uma Ferrari 355 F1 (Iris), uma Dodge Daytona (Vanessa) e, claro, Shelby Mustang GT 500 (Eleanor), entre outras poderosas e lindas máquinas.

Para conseguir cumprir o serviço, Memphis chama seus velhos companheiros. O primeiro é Otto (Robert Dowall - de O Poderoso Chefão, Apocalipse Now), que o ajuda a encontrar Donny Atricky (Chi McBride - do ainda inédito por aqui Disney´s The Kid), Esfinge (Vinnie Jones - de Jogos Trapaças e Dois Canos Fumegantes) e a belíssima Sway (Angelina Jolie - Oscar de Atriz Coadjuvante por Garota, Interrompida).

Quando toda a gangue se junta novamente, a ação começa. Resta apenas uma noite para que os 50 carros da lista sejam entregues. As cenas dos roubos foram filmadas com a ajuda de um ex-ladrão, que mostrou aos atores o que fazer para tornar o mais real possível este remake - o filme original também se chama Gone in 60 Seconds e foi filmado em 1974 - uma curiosidade: este consultor foi, como o personagem interpretado por Nicolas Cage, um grande ladrão de Mercedes e Porsches e depois que ele e sua turma foram presos, os roubos no Condado de Orange diminuíram 17%. O ponto alto da película são as perseguições. Além de mostrar os belíssimos carros, elas lembram antigos seriados de TV gravados também em Los Angeles, como o clássico CHIPs.

Uma pena que o talento de Angelina Jolie não tenha sido melhor explorado. Até mesmo o sex appeal desta jovem atriz foi usado muito pouco. A estrela única e principal do filme é mesmo Nicolas Cage. Só não dá pra entender por que ele mudou a sua carreira desta forma. Depois da atuação que lhe rendeu o Oscar, por Despedida em Las Vegas, Cage tem se dedicado quase que exclusivamente a filmes de aventura (Con Air, A Outra Face, Olhos de Serpente). Ele é até um dos cotados para ser o vilão no filme do Homem-Aranha, que já está sendo pré-produzido em Hollywood.
Ah, não saia do cinema sem dar uma olhada na enorme lista de dublês que foi usada para filmar os cavalos-de-pau, fechadas e acidentes deste filme.

Fonte: Omelete.

Comentários